Dissertação não é bicho papãoCom linguagem clara, agradável e direta, a professora Simone Pessoa desmitifica o processo de produção de trabalhos acadêmicos no livro Dissertação não é bicho-papão.

Além da metodologia científica: Esta obra apresenta uma metodologia simples e inovadora para a escrita de trabalhos acadêmicos: dissertação de mestrado, tese, monografia e TCC. Oferece dicas anticonvencionais ao percorrer todas as etapas desse processo em duas dimensões (impessoal e pessoal).

O livro propõe soluções inovadoras sobre todas as etapas do processo de escrita de uma dissertação, tendo o cuidado de não ser um simples manual de normas e padronizações de trabalhos monográficos. Sua principal proposta é servir como roteiro prático de trabalho na facilitação de todo o processo.

Adquira seu e-Book aqui

Sumário

Prólogo
1. Fazer ou (não) fazer a dissertação
2. Família: concorrência e cumplicidade
3. Tempo: uma questão de prioridade
4. Escolha do tema: os outros são os outros
5. O problema é um problema?
6. Orientador: inimigo ou aliado?
7. Índice-tentativa: traçando um esboço do quadro-referência
8. Seleção bibliográfica: navegando no mar de informações
9. Leitura: pinçando e curtindo as peças
10. Elaboração do texto: triando e encaixando as peças
11. Metodologia: o caminho das pedras
12. Dicas que ajudam
13. Preparação para a qualificação: compondo e lapidando o material
14. Banca: sabendo onde dormem as andorinhas
15. Qualificação: fazendo uma prévia
16. Pesquisa de campo: conectando-se com o mundo real
17. Conclusão: emoldurando a obra
18. Defesa: apresentando a obra
19. Epílogo
20. Além do epílogo: o recado dos orientadores
Adendos

  • Lançamento: maio/junho 2005
  • Gênero: ensaio
  • Páginas: 160
  • ISBN: 85-325-1886-9
  • Código: 9788532518866
  • Formato: 14×21 cm

Onde Comprar

  • direto-autora

22 comentários.

  1. Jack Nóbrega disse:

    Já comecei a ler o livro e estou amando. Tem uma linguagem bem light e discorre sobre experiências que todos que já viveram uma monografia conseguem se identificar em cada um dos capítulos. É interessante porque veio preencher uma lacuna deixada pelos livros de metodologia científica, pois estes tratam somente da parte teórica sem em nenhum momento fazer menção à parte comportamental do que é estar envolvido num processo dissertativo.

  2. Ana Alice Vilas Boas disse:

    Eu comprei seu livro durante uma viagem quando parei no aeroporto de São Paulo e adorei a leitura. Tenho vários orientados e estou passando seu livro para que eles possam ter um apoio para a realização de suas dissertações.

  3. Prof. Francisco José (Dedim) disse:

    Deliciei-me com a leitura integral do seu texto, o qual posso classificar da seguinte forma: claro, objetivo, correto, dentre outras adjetivações positivas que ele merece. Posso afirmar que ele é diferente e muito útil, e aí reside o seu charme maior.

  4. Severino Pires de Sousa disse:

    Em poucos minutos de leitura nesta tarde em que fiz o investimento, já percebi que terá grande aplicabilidade.

  5. Inácia Girão disse:

    É delicioso ler seu livro. Parabéns pela forma de escrever, pela linguagem simples e clara que utiliza.

  6. Mano Kleber disse:

    Fiquei maravilhado, tanto com o presente como com a publicação.
    Seu livro é uma ótima compilação e um excelente manual que nos acompanhará durante o restante do curso.

  7. Prof. Dr. Alberto N. Senapeschi disse:

    Li e apreciei muito. O trabalho da autora é muito importante, tanto no sentido de tranqüilizar os que precisam elaborar uma monografia, como no de auxiliar na elaboração da mesma.

  8. Prof. Vladimir Spinelli disse:

    Achei muito criativo e útil para os pós-graduandos em todos os níveis, pois todos sofrem com os mesmos velhos problemas que você aponta tão bem. Parabéns.

  9. Lina Ângela disse:

    É impressionante a sua visão sobre o tema dissertação. Estou me inspirando em você para agregar estímulo e ânimo ao meu trabalho. O seu livro vai ajudar muita gente.

  10. Flávia Cavalcante disse:

    Monografia, Dissertação?! Ridículus!! O seu livro faz-nos lembrar daquela célebre expressão em que a professora do Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban” ensina a turma a encarar os medos (bicho-papões) diante do espelho dos desejos, transformando-os em figuras patéticas e ridículas.

  11. Rosita Fonteles disse:

    Estou adorando, esse livro chegou na hora certa, terminei o primeiro ano e vou começar o período de investigação agora em outubro, é uma injeção de animo.

  12. Paulo César Albuquerque disse:

    De leitura fácil e muito agradável, diferente de tudo o que já li no gênero, devorei quase a metade do livro numa tarde. Gostaria de parabenizá-la pela excelente obra, a qual tem sido tão útil.

  13. Maria Eduarda disse:

    O livro começa logo de maneira estimulante ao nos fazer decidir. Amei de entrada.

  14. Prof. Margateth Stadnick disse:

    O livro ‘Dissertação não é bicho-papão’ está sendo de grande valia para eu conseguir quebrar a barreira e escrever a minha dissertação.

  15. Prof. Francisco Ribeiro disse:

    Sem dúvida traz uma contribuição efetiva para os pesquisadores, especialmente nossos pós-graduandos, em fase de formulação da dissertação.

  16. Flávio Jucá disse:

    Não tem sido comum o acesso a livro técnico com qualidade literária… Somente autores privilegiados conseguem transmudar para agradável aquilo que por sua essência tende a ser denso e maçante. Obrigado pela oportunidade dessa leitura.

  17. Luis Coutinho disse:

    Tive o prazer de encontrar o seu livro na última bienal em Salvador. Ele realmente é muito rico para todos que estão envolvidos em um processo de pesquisa. Já fiz várias leituras e em cada uma delas descubro uma preciosidade. Parabéns pela excelente socialização do conhecimento.

  18. Thiagus Batista disse:

    Eu já havia lido o clássico do Humberto Eco, ‘Como fazer uma tese’, mas lendo o Dissertação não é bicho-papão percebi que o Eco, embora continue sendo genial, precisaria ser atualizado. Parabéns pelo trabalho conciso e didático.

  19. Prof. Elizabeth F. Aragão disse:

    A D O R E I o seu livro. Você conseguiu com competência, leveza, e um tom muito bem humorado passar grandes dicas para feitura de teses e de dissertações. E isto é um grande feito, considerando o aspecto cartesiano e árido da maioria dos manuais de Metodologia do Trabalho científico.

  20. Prof. Antonio Ozaí da Silva disse:

    Gosto de livros cujos autores conseguem escrever sobre coisas ‘sérias’ de maneira ‘leve’. Meus sinceros parabéns por este feito!

  21. Danielle Ripardo disse:

    Acredito sinceramente que seu livro tenha sido um instrumento da Providência ou do Universo, como alguns queiram, para dar aquele empurrãozinho que tanto precisamos nessas horas. Quisera ter aproveitado mais dicas nas outras fases do trabalho.

  22. Helenildes Batista disse:

    “Agradeço (e outros tantos acadêmicos também o fazem) pelo valioso direcionamento e sugestões. O livro não existe de bom! Um estilo fluente, elegante, direto e suave. As ilustrações estão ótimas.”

Comente